Loading...

Vitaminas Digitais #1 - Inteligência Emocional em tempos extraordinários

O confinamento devido à pandemia de Covid-19 colocou-nos, enquanto indivíduos e enquanto sociedade, perante novos desafios, muitos deles aparentemente inéditos. Mas a Inteligência Emocional revela-nos que os mecanismos cognitivos e emocionais que possuímos são capazes de lidar com, ou pelo menos mitigar, as dificuldades que este cenário pandémico nos apresenta, desde que os saibamos convocar, desenvolver e utilizar. Mais fácil dito que feito, é certo, porém as vantagens de utilizarmos um pouco de tempo para nos conhecermos melhor são comprovadamente reais e  bastante concretas. Não obstante as características intrinsecamente individuais e certamente algo subjectivas desta matéria, existem inúmeros estudos que atestam pela eficácia deste ramo do conhecimento psicológico e emocional, razão pela qual existe uma cada vez maior aceitação e utilização pelo mundo corporativo.

 

Quais os passos que poderemos dar desde já, individualmente, para aprendermos a tirar proveito das estratégias deste  ramo da Psicologia? Neste episódio, o TECMAIA teve o prazer de convidar Brenda Giuriolo, Fundadora da BG Desenvolvimento Comportamental e especialista em Inteligência Emocional para nos ajudar a entender melhor os meandros desta linha científica baseada no Modelo por Habilidades de John D. Mayer e Peter Salovey, ambos psicólogos e autores de renome mundial, considerados os “pais” do conceito de Inteligência Emocional. Em boa verdade, todos poderemos retirar benefícios de ordem diferente de cada uma das ferramentas sugeridas por Brenda Giuriolo, e é precisamente nesse saudável princípio de aceitação de que cada um de nós é diferente do outro que a Inteligência Emocional também se fundamenta. Alguns dos pontos abordados nesta conversa:

 

  • O impacto da pandemia de Covid e as consequências psicológicas da incerteza;
  • Ferramentas de auto-análise para manter a calma, o discernimento e o controlo perante situações de stress e promover poupança de energia emocional;
  • Exercícios práticos de respiração para manter o foco e suprimir emoções negativas - o poder da meditação e da respiração consciente;
  • O poder da comunicação fluída e a capacidade de escutar enquanto base de colaboração;
  • Análise dos vários quadrantes emocionais e do poder da antecipação e preparação para cenários mais adversos;

 

O que é Inteligência Emocional?

Segundo o blog da Universidade de Santa Catarina, a inteligência emocional é um conceito da psicologia usado para designar a capacidade do ser humano de lidar com as emoções.

Para administrar as emoções e conquistar a inteligência emocional é preciso haver equilíbrio entre as áreas presentes nos dois hemisférios do cérebro: o esquerdo e o direito.O hemisfério cerebral esquerdo comanda as tarefas analíticas e lógicas.Ou seja, o pensamento linear, a matemática, a linguagem e a escrita. Em outras palavras, todo o nosso lado racional. Já o hemisfério cerebral direito é responsável pelas atividades emocionais. Isso inclui a capacidade de síntese, de intuição, compreensão da linguagem, música e gestos, entre outras.

 

Poderá ouvir a WebTalk em Spotify (link de acesso) ou em Anchor FM (link de acesso).